ATUALMENTE

Atualmente a organização busca complementar a educação regular (oferecida na escola pública), reforçando as áreas da ética, da cidadania, desenvolvimento comunitário, artística e do protagonismo juvenil. Para isso, oferecem referenciais da filosofia, teologia, saúde popular, agricultura, sociologia, expressão corporal, comunicação e das artes. Destacam as aulas/oficinas de música, Bíblia, catequese, diaconia, regência, percepção musical, teoria musical, teatro, corpo em expressão, boas maneiras, dinâmica de grupo, práticas pedagógicas etc. Esses conhecimentos e vivências são distribuídos durante quatro anos, no qual buscam inspirar, capacitar e empoderar jovens para a prática do voluntariado social e protagonismo comunitário.

A rotina da instituição, desde o momento da meditação matutina, refeições, aulas, moradia nos alojamentos possibilitam oportunidades de aprendizagem, diálogo e convivência. Toda a rotina da ADL é composta de planejamento, avaliação e orientação, realizadas coletivamente.

As aulas acontecem nas manhãs e à tarde. São organizadas em torno de textos e perguntas geradoras, são encontros tanto expositivos quanto interativos. O Educador Social em sala de aula tem um papel fundamente de atuar como facilitador/“provocador” do processo de ensino e aprendizagem. Na ADL, é incentivada a prática da leitura e estudo, são disponibilizados aos alunos uma biblioteca diversificada e uma sala de informática. Constantemente são convidados palestrantes e oficineiros para enriquecer a formação dos adolescentes. É prática da instituição incentivar, por meio do diálogo, que esses não abandonem os estudos e busquem formação técnica ou de nível superior após o período dos estudos na ADL.

No terceiro e quantos anos, os adolescentes são incentivados a participar de inserções semanais voluntárias, em instituições parceiras no município de Afonso Cláudio, confrontando os conhecimentos construídos em sala de aula com a realidade. Essas inserções são planejadas e acompanhadas por responsáveis. No mês de julho, alunos e alunas, geralmente em duplas, são encaminhados para três semanas de inserções voluntárias em paróquias, comunidades e instituições com vínculos confessionais com a IECLB. Assim oportuniza o conhecimento de novas realidades, trabalhos sociais, as práticas diaconais e o jeito de ser igreja.  

Finalmente, por meio da formação artística, humana e teológica, bem como da convivência nas moradias, acredita-se que é oferecido a esses jovens uma preciosa bagagem de conhecimentos e vivências, que lhes auxiliarão a fazer a diferença onde quer que estejam; seja no contexto da IECLB, ou em qualquer outro lugar, o protagonismo deverá ser a marca diferencial levada por esses jovens que por aqui passam.

A ADL tem um papel fundamental  na sociedade, acolhe adolescentes que desejam participar do projeto de formação desafiadora. Entre esses que ingressam, destaca-se um elevando número de adolescentes do meio rural e filhas/os de pequenos agricultores, correspondendo em torno de 85% dos matriculadas/os. No ano de 2016 a ADL está acolhendo 80 adolescentes, 31 do sexo masculino e 49 do sexo feminino. As/Os alunas/os têm entre 12 a 21 anos. Grande parte das/dos matriculadas/os são dos municípios de Afonso Cláudio, Itaguaçu, Laranja da Terra e de outros nove municípios do estado do Espírito Santo, mas há alunas/os também dos estados de Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Pará.

A instituição, paradoxalmente, toma uma direção contrária a sociedade, arrisca oferecer acolhimento durante 07 dias por semana, no ano inteiro, para desenvolver um projeto sério de formação complementar, de caráter não-formal, baseado no primeiro artigo da LDB n° 9.394/96.  A ADL assume o desafio de prestar atendimento sério, para que seus 60 anos de história não sejam ridicularizados, viabilizando o melhor atendimento para todas as pessoas. 

A instituição baseia-se no método de educação popular, no qual tem o idealizador e pensador Paulo Freire. Além das aulas, mantem e fortalece grupos artísticos com as/os alunas/os (núcleo de audiovisual, cineclube, grupo de teatro do oprimido, grupo de artesanato, grupo de dança folclórica alemã, coral, grupo de flautas doces e trombones), destaca-se também o grupo de saúde popular no qual são desenvolvidas atividades práticas na horta medicinal, chás, relaxamento, massagens, alimentação saudável, caminhadas ecológicas, recolhimento de sementes, intervenções na comunidade, etc. Também faz parte desse processo a saúde popular por meio de oficinas que trabalham com o autoconhecimento. Essas atividades fortalecem a identidade do jovem, ocupam e questionam a realidade.

A partir de 2016, a ADL efetivou a formação especializada no 4º ano em três áreas:
Educação Social (360 horas), Cuidador de Idosos (360h) e Liderança Musical (640h). Essa proposta nasceu por meio de diversas discussões e reflexões com alunos, educadores sociais, diretoria e comunidade local. Busca-se, nesse ano, junto a secretária regional de educação de Afonso Cláudio e Secretaria Estadual de Educação para busca de titulação técnica dos cursos de música e educação social.

Associação Diacônica Luterana-ADL - Telefone 27 99821-7060 - CNPJ: 27.002.542/0001-50 

  • w-facebook
  • White Instagram Icon
  • Branca Ícone Blogger
  • Branca Ícone SoundCloud
  • Branca Ícone Vkontakte
  • Twitter Clean
  • w-youtube

© 2019 ADL · Desenvolvido por areblim. 

ieclb-2019-300x134.png
Rede-diaconia-da-IECLB.png